Primeira edição do Bloquinho de Jau terá Zeca Baleiro como convidado

Para quem curte o Bloquinho de Jau não precisará esperar até o Carnaval para aproveitar. Isso porque o projeto comandado pelo cantor e compositor Jau desembarcara no domingo (24), às 17h, no Villa Armazém, em Lauro de Freitas. Considerada a prévia mais esperada do carnaval de Salvador, o Bloquinho já é tradição na quarta-feira que antecede os festejos carnavalescos. Além do anfitrião, o evento também recebe o cantor Zeca Baleiro, o que já  gera expectativa  no público por conta de um possível dueto na canção “Telegrama”.

Os ingressos da festa custam a partir de R$100,00 e estão à venda na plataforma Sympla. Para desfrutar do evento, o público terá que respeitar o distanciamento social, usar mascará e álcool em gel. Além da aferição de temperatura, o público terá que apresentar a carteira digital de vacinação que pode ser retirada através do https://cvd.saude.salvador.ba.gov.br/

JAU

Autor de grandes sucessos do grupo nascido no Pelourinho como “Canto ao Pescador” e “Jeito Faceiro”, teve suas composições gravadas por inúmeros artistas. “Estrela Primeira”, na voz de Netinho; “A Camisa e o Botão”, com Cláudia Leitte; “Topo do Mundo”, gravada por Daniela Mercury; “Fanfarra”, pelo Araketu, entre tantos outros. Cada canção de sucesso marcou a trajetória de um artista essencialmente inspirado pelo amor. Inquieto e constantemente em busca de transformações, criou em 2005, ao lado de Pierre Onassis, ex-parceiro do Olodum, a banda Afrodisíaco. Inovou, inserindo a música sinfônica, através do violino e do sopro, à batida percussiva afro-baiana. Em um ano emplacou dois grandes sucessos, “Já é” e “Café Com Pão”, que ficou conhecida como Vixe Mainha e acabou dando o novo nome da banda, no carnaval de 2006.

Zeca Baleiro

Em mais de vinte anos de carreira, Zeca Baleiro ficou conhecido pela sua mistura de ritmos e referências musicais diversas. Artista plural, vem se dedicando também à literatura, ao cinema e ao teatro.  Escreveu o musical “Quem tem medo de Curupira?” e compôs trilhas para dança (“Mãe Gentil”, “Bicho Solto Buriti Bravo”, “Cubo” e “Geraldas e Avencas”), teatro (“Lampião e Lancelote”, “Roque Santeiro” e “A Carruagem de Berenice”) e cinema (“Carmo”, “Oração do Amor Selvagem”, “2”, “Tarsilinha” e “Achados não Procurados”). Em 2019, ganhou o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro pela trilha sonora de “Paraíso Perdido”, filme de Monique Gardenberg.

SERVIÇO

O Quê: Bloquinho do JAU

Atrações: Jau convida Zeca Baleiro

Quando: 24 de outubro (domingo)

Onde: Villa Armazém

Abertura dos portões: 17h

Show: 19h

Classificação: 14 anos

Info. (71) 98121-6425

Vendas: Sympla

Valor (1º lote): R$ 100,00

Realização: Íris Produções